Você já viu alguém levar em uma festa o crachá da empresa para mostrar com orgulho o novo local de trabalho?

Eu presenciei essa cena há alguns anos e fiquei intrigado… “Onde, nos dias de hoje, encontramos alguém com tanto orgulho da sua empresa?”

Essa pessoa é o meu primo Thomaz e essa empresa a Droga Raia. E o que os faz tão especiais???

Resposta: um cromossomo (Thomaz) e uma visão humanizada (Droga Raia).

Legal… mas o que a ciência diz sobre isso???

A McKinsey & Company desenvolveu um índice para medir a saúde organizacional, o “Organizational Health Index” (OHI).

Pessoas com síndrome de Down impactam positivamente cinco dos nove itens do OHI. São eles: liderança, imagem externa, motivação, cultura e clima, e coordenação e controle.

Alguns dados bem interessantes da pesquisa:

  • 83% dos entrevistados disseram acreditar que os supervisores diretos dos Down se tornaram mais habilitados para resolver conflitos, pois passaram a ter uma atitude mais humana e menos autoritária.
  • Na Droga Raia, 80% dos clientes disseram que os Down têm um impacto positivo no atendimento.
  • Ao ver pessoas com deficiência fazendo suas tarefas e superando dificuldades os demais funcionários tendem a se motivar e reclamar menos (no McDonald’s 85% dos entrevistados concordam com isso).
  • A presença de uma pessoa com Down torna o ambiente mais colaborativo e o grupo mais unido, segundo 88% dos entrevistados.

“Pelo menos 50% do sucesso no longo prazo de uma empresa é devido à sua saúde ” ~ McKinsey & Company

“Precisamos ter alguém com esse cromossomo a mais na Gaia”…

… pensei no final de 2012. Passei a tarefa para a Aline… que foi atrás e agendou uma entrevista com um candidato, seus pais e a representante da ADID (escola que acompanha pessoas com Down).

Dava para sentir a felicidade dos pais ao participarem daquela entrevista de emprego. Estavam orgulhosos do filho… e ele super motivado!

Fazendo uma longa história curta… já se passaram quase 4 anos, o Luis Octávio é uma das pessoas mais queridas da Gaia, chega todos os dias sorrindoabraça sem qualquer constrangimento os amigos mais próximos e TRABALHA!

Super comprometido com suas tarefas e responsabilidades. Faz por merecer o seu salário!!!

Certamente todos aprendemos com ele, muito mais do que ele aprende conosco.

#FicaaDica

Assim como não se deve colocar uma pessoa com perfil comercial para fazer auditoria, a pessoa com síndrome de Down deve ter uma função adequada às suas habilidades.

Ter um acompanhamento externo no começo facilita para um melhor desempenho. No caso da Gaia, utilizamos (e recomendamos) a ADID.

Muito obrigado por ter lido… e espero que você também tenha o prazer de conviver com alguém que tem esse cromossomo (tão especial) a mais!!!

Forte abraço,

João Paulo Pacifico

Feliz por trabalhar com o Luis Octávio

Ps1. Só deixando claro, não contratamos por conta das cotas (não temos obrigatoriedade), mas por ideologia.

Ps2. Se gostou desta história vai gostar mais ainda do livro Onda Azul que já está nas nas livrarias Cultura e Saraiva.

Ps2. Para se cadastrar no meu mailing, clique aqui.

Por João Paulo Pacifico 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here