Além dos desafios de mentoria e desenvolvimento de competências e habilidades técnicas, quando estagiários integram a equipe, existem também outras questões burocráticas que estão ligadas ao termo de compromisso de estágio. 

A parte burocrática das contratações são trabalhosas e envolvem questões legais exigindo atenção e uma dedicação de horas considerável da equipe de recursos humanos, e com os contratos de estágio não é diferente. No geral é um documento mais simples comparado com uma contratação CLT, mas é importante não só conhecer a lei do estágio mas também entender o processo como um todo.

Sabemos que existem três partes diretamente envolvidas no processo de contratação que são, empresa – estagiário – instituição de ensino. Os dados devem ser conferidos e o estagiário, antes de entregar o contrato para a universidade, deve conferir novamente os seus dados e os da faculdade. Todos devem assinar o contrato e cada um ficará com uma via. 

1 – Atenção a matrícula do estagiário 

Pode parecer meio óbvio porém acontece a situação na qual, contratos são negados por conta da matrícula do estudante que não está em dia. Este acompanhamento é importante e o ideal é ser realizado a cada semestre. Caso você utilize os serviços de um agente integrador, eles serão os responsáveis por fiscalizar e monitorar o status da matrícula do estagiário. 

Importante também estar atento às atividades que o estagiário irá desempenhar na empresa, que devem ser condizentes com o curso que ele faz. 

2 – Ter os contratos de estágio assinados dentro do prazo.

O prazo da assinatura do contrato é o prazo entre a faculdade receber o contrato de estágio do aluno, validar, e depois assinar. Geralmente leva de dois a três dias para validar se os dados estão corretos e, por fim, entregue para o professor do curso assinar. 

Quanto antes o estagiário retirar o contrato na empresa melhor, assim evita-se atrasos no início do estágio. Recomendamos retirar o documento 20 dias antes da data de início do estágio. 

3 – Ficar de olho no vencimento do contrato e termo aditivo.

Vamos começar esse tópico explicando o que é termo aditivo. O termo aditivo é um documento para alterar ou acrescentar informações no contrato, sendo um deles a data de vencimento.

A data de vencimento do contrato pode estar relacionada ao término do curso ou o fim do tempo determinado de estágio. Só podem estagiar quem está matriculado em uma instituição de ensino e , sem contrato, não tem estágio. 

4 – Mudança de faculdade durante o estágio.

Muitos estudantes mudam de universidade ao longo do curso, seja por motivos financeiros ou afinidade com a instituição, e durante o período de estágio muitos esquecem de pedir atualização dessa informação no contrato. 

O procedimento é, assim que o estagiário estiver matriculado em outra universidade, comunicar a empresa da mudança e, caso utilizem um agente integrador para gestão dos contratos, comunicá-los imediatamente. Tanto empresa, universidade e estagiário deverão assinar o contrato atualizado.

5 – Saída ou efetivação precoce do estagiário 

Durante o período de estágio podem acontecer mudanças como a saída ou efetivação do estagiário e, em ambos os cenários, é necessário solicitar a rescisão do contrato. Parece óbvio mas, se os contratos dos seus estagiários são gerenciados por um agente integrador, é imprescindível informá-lo.  

Alguns dos problemas que podem ocorrer caso essa informação não seja formalizada são:

  • Cobranças adicionais
  • O estudante não pode iniciar outro estágio em outra empresa

O agente integrador gerencia os contratos dos seus estagiários garantindo agilidade e eficiência no processo de contratação. O WallJobs é um agente integrador que está inovando o mercado com a possibilidade de assinatura do contrato de maneira 100% digital, e algumas instituições de ensino já aceitam esse modelo. 

Tire todas as suas dúvidas.Fale com um especialista

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here